Roteiro para aproveitar sua conexão em Madri.

Seu voo tem uma conexão de seis horas ou mais em Madrid? Nada de ficar no aeroporto! Com planejamento é possível ficar algumas horas flanando pela capital espanhola. 

Cuidado, porém, para não tranformar este passeio em um filme estilo “007” ou “Missão Impossível”. O ideal é garantir uma boa margem de tempo de ida e volta ao aeroporto.

Calcule uma hora para sair e mais uma hora para voltar ao aeroporto. Em tempo: o trajeto dura menos, mas sempre adicione uns minutos para a margem de erro!

Não esqueça que você pode deixar sua mala de mão nos guarda-volumes do Aeroporto de Barajas e assim não carregar peso durante o passeio.

Também para fazer estas suas (poucas) horas renderem temos um serviço exclusivo de tours para conexões em Madrid. Escreva-nos! Podemos recebê-los e te guiar pela cidade, envie-nos um email : info@descubramadrid.com

No entanto, se você quiser passear sem guia pela capital espanhola, propomos um recorrido a pé entre a Plaza de Cibeles ao Teatro Real, dois pontos emblemáticos da cidade. No caminho, edifícios do século 18 ao 20, esculturas, jardins, fontes e cafés para um lanchinho básico. 

A maneira mais rápida e barata de vir do Aeroporto de Barajas para o centro é vir de Expresso Aeroporto (Exprés Aeropuerto), o famoso ônibus amarelo, que custa 5 euros. A frequência, durante o dia, costuma ser de 10 a 15 minutos e durante à noite, 35 minutos. 

Foto : AENA

Pegue ônibus nos terminais T1,T2 e T4 e desça na plaza da Independência, junto ao monumento da deusa Cibeles. Nada mal ser recepcionado por um dos pontos mais conhecidos da cidade, não? Aproveite para contemplar o Palácio das Comunicações, hoje um centro cultural, e sede da prefeitura madrilenha. 

Seguindo pela calle de Alcalá, se destaca o edifício Metrópolis, um dos cartões postais da cidade. Inaugurado em 1911, o edifício tem uma curiosidade histórica: as esculturas junto às janelas foram feitas por Paul Landowski, o autor da cabeça e das mãos do Cristo Redentor.

Edificio Metropolis

Andando em frente, vale a pena ficar com torcicolo para admirar as belas obras que ficam em cima dos telhados. Um belo exemplo são as quadrigas que estão no alto do edifício do BBVA.

Mais alguns passos e chegamos à Porta do Sol, o epicentro madrilenho que abriga o movimento da capital espanhola. Ali está a estátua do Urso e o Madronho, símbolo da cidade. Fazer foto aqui é tão obrigatório como fazê-lo na Torre Eiffel. 

Cruze a praça e à sua esquerda estará a calle Mayor. Siga esta rua movimentada, pois seu próximo passo será visitar a Plaza Mayor. Atenção! Esta plaza fica “escondida”, atrás dos edifícios comerciais da calle Mayor. Por isso tenha atenção para descobrir uma das suas portas para entrar na praça. Aberta em 1618, para acolher o comércio da crescente cidade, a plaza Mayor é parada obrigatória em Madrid.

Plaza Mayor – Madri

Seguindo pela mesma calle Mayor encontraremos o Mercado San Miguel. Em 1915 quando foi inaugurada tratava-se de um dos melhores locais de abastecimento de Madrid. Hoje poucos postos de venda sobrevivem e o San Miguel se transformou num ponto para aqueles que curtem gastronomia. 

Mercado de San Miguel

Coragem! Um pouquinho mais e já estamos na Plaza de la Villa que abriga a Torre de los Lujanes, o edifício civil mais antigo da cidade, da primeira metade do século XV. Ainda estão ali a Casa de Cisneros e o edifício que abrigou a primeira sede da prefeitura de Madrid. 

Ao final da calle Mayor se encontra a catedral de Nossa Senhora de Almudena, a padroeira de Madrid. A visita é gratuita, apenas pedem uma contribuição pela manutenção de templo, que foi construído de 1878 a 1993. Em frente da fachada principal está o Palácio Real e como não será possível conhecê-lo por dentro, ao menos contemple este belo exemplar de arquitetura do século XVIII.  

Que tal? Nada mal para quem iria ficar no Aeroporto! No entanto, a visita está chegando ao fim. Passeie pela Plaza del Oriente e ali você verá o Teatro Real. Justo atrás está a estação de metrô Ópera. Dali você pode pegar a linha 2 (o bilhete custa 1,50 euros + o cartão multi, valor 2,50) e descer na estação de Banco de Espanha e pegar novamente o ônibus amarelo que te levará ao Aeroporto de Barajas. 

 

Veja outros post sobre Madrid:

 Recomendação de hoteis para grupos

Visita guiada no museu do Prado

O restaurante mais antigo do mundo

 

Acompanhe nossos stories diariamente no Instargram: @descubra_madrid

Leave a Comment

Your email address will not be published. All fields are required.